quarta-feira, 12 de abril de 2017

Falta leitura nas nossas escolas


7 comentários:

  1. O problema amigo, é que ler dá PODER.

    ResponderExcluir
  2. E o pior de tudo que são milhões perambulando cegamente pela vida,elegendo,sendo eleitos e nós, os últimos e raros leitore,ficamos assistindo a barbárie tomando conta do país, de forma planejada e executada paulatinamente. Isso em todos os rincões do nosso massacrado país. Gritamos ,mas não nos ouvem. E pior de tudo é saber que em nossa categoria profissional existe um manancial gigantesco de analfabetos funcionais também. E vão se proliferando como epidemia. E nem desconfiam que LER dá PODER.

    ResponderExcluir
  3. Daí, o nosso atraso é por não termos poder. E sendo assim, a Escola está com o poder nas mãos e não percebe. Ou não quer perceber?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela é maquiavelmente planejada para não perceber.

      Excluir
  4. Pelo amor de Deus;tentem entender que LER é muito mais que descodificar sinais. Lembra de Paulo Freire "Ler o mundo"é isso que estou defendendo. Leia,leia tudo,inclusive leia os fenômenos da natureza que estão aí nos rasgando.

    ResponderExcluir
  5. O maior problema da leitura situa-se bem lá na tenra infancia,momento em que os pais,alfabetizados, deveriam ler historias para os seus filhos,mesmo que eles nao compreendam o sentido das palavras,frases ou textos.Se a criança desde a tenra tem esse contato com os textos e a leitura e ve seus pais lendo,tera a chance de ser um leitor voraz,pois tem um modelo a ser seguido.Por outro lado, na escola, não deve apenas ter contato com os textos oferecidos pelo livro didatico,deve ser instigada com outros generos literarios,para que possa desenvolver seu gosto pela
    leitura ,em todas as suas possibilidades e nuances.Nao podemos deixar de salientar que, no Brasil,infelizmente,temos em torno de 15 milhoes de analfabetos,sem esquecer de mencionar os milhoes de semi-analfabetos e analfabetos funcionais,que rechaçam um simples panfleto,imagine um texto ou um livro com 100 paginas.Nós vivemos num pais onde a educaçao e desvalorizada,sucateada,mal assistida com um unico proposito:manter a classe trabalhadora e os filhos da classe trabalhadora onde sempre estiveram: no lado dos excluídos,explorados,no fio da navalha.Nao se controi um pais forte,pujante,rico,avançado, com uma educação mediocre.Nao se constroi uma sociedade livre, democrática,soberana com um povo sem um bom nivel educacional e de uma leitura fluente e constante.Um dos papeis importantes da leitura e de trazer informaçoes, e, aqueles que nao leem ficam a merce de informaçoes pouco confiaveis,correndo o risco de ser levado como peixe na rede das informaçoes fantasiosas ou manipuladas.Para que possamos ser sujeitos de nossa historia e possamos participar ativamente de todos os eventos que vivenciamos em nosso pais e no mundo, e necessario ler e ter informações fidedignas,sob pena de não compreendermos o momento historico e sermos usados como boi-de-piranha para ,ao inves de construirmos um pais soberano, vao nos colocar num abismo que sabemos onde começa,mas nao sabemos onde fica o fim.Concordo com a colega que me antecedeu: leitura e informação é poder.

    ResponderExcluir
  6. Quando a Escola quer deixar a responsabilidade rarefeita como o ensino da leitura, por exemplo, ela apresenta a ideia dos pais lerem para a criança, de contarem estorinhas para, também, aprender a ouvir etc. Seria ótimo. Seria! Acontece que nossa sociedade é uma sociedade sem leitura. E sem conhecer, pelo menos parte desse mundo, não há como contar Estórias. Milhões de pais e mães são analfabetos, semianalfabetos, ou analfabetos funcionais. Outros milhões trabalham 8h por dia, então são obrigados a deixarem seu filho em creche - quando tem ou quando podem pagar. Ou deixam com alguém para cuidar. Por fim, entregam a criança à escola para que ela possa lidar com a leitura, com a escrita, com o domínio matemático e, também, aprenda a “ouvir”, a se expressar bem etc. Em momento algum a Escola deveria aceitar o beco sem saída da “tese” Tostines: "Tostines vende mais porque é fresquinho, ou é fresquinho porque vende mais?" A Escola existe por ter um papel importante na sociedade: de ensinar habilidades e valores às crianças, adolescentes e adultos. Não fosse isso, a Escola sequer teria razão de existir. A “Leitura do Mundo”, na sociedade complexa, só ocorrerá adequadamente se houver, também, a “Leitura da Letra”. Uma não pode prescindir da outra, por isso, neste caso, a Escola é tão importante. A expectativa que se tem é que a Escola domine as “duas leituras” para que, juntamente com as Técnicas e os Métodos ajudem seus “usuários” a adquirirem os saberes, as habilidades e muitos valores que a vida exige. Por fim, a leitura é uma questão que diz respeito à Escola. Sobretudo, à Escola. Ela não quer ou não pode ensinar adequadamente?

    ResponderExcluir